Buscar
  • Maria do Mar Vieira

Dia Mundial da Dança

Hoje é um dos dias mais bonitos do Ano! É o Dia Mundial da Dança! E como sabem a Dança é a minha grande paixão e por isso não podia deixar de escrever neste dia tão especial para mim!

Todos os anos costumo ter um espétaculo neste dia. Este ano não irá ser assim, mas não é por isso que não irei dançar! Irei preencher todos os cantos da casa com movimento, expressão e alegria. Vou homenagear a dança da melhor maneira que conseguir e além de dançar até o dia acabar deixo-vos aqui mais um pequeno texto.



Foto de Carlos Gomes


Estou numa relação desde que nasci com a Dança. É nela que penso antes de dormir e é nela que penso ao acordar. É com ela que vivo os momentos mais lindos mas também os mais tristes. É nela que penso quando me acontece algo bom! É com ela que quero partilhar esse momento. Damos as mãos e dançamos juntas, só nós, entre lágrimas de alegria. Ela está sempre comigo e nunca me abandonou, é quem mais acredita em mim e é com ela que quero viver o resto da minha vida. Sei que no último momento da minha vida, ela vai lá estar, de mãos entrelaçadas com as minhas, unidas como sempre estivemos desde o primeiro dia em que nos conhecemos. Ela vai estar ao meu lado e juntas vamos relembrar todos os momentos que passámos juntas e aí vou perceber que ela é a coisa mais importante da minha vida. Que nunca me deixou, mesmo nos momentos mais difíceis. Esteve sempre lá para me dar a mão e apoiar. É com ela que partilho ideias, pensamentos, sentimentos, risos, lágrimas. Sempre que estamos juntas sinto-me a pessoa mais feliz do mundo porque é com ela que sou realmente Eu, onde não tenho medo de ser quem sou e não tenho medo de dizer quem sou. Com ela sou eu, pura e unicamente eu, sem máscaras nem fingimentos. E é assim que me sinto verdadeiramente feliz. Sempre que pisamos um palco, somos só nós, eu e ela naquele palco e juntas fazemos o melhor que sabemos fazer. Amar! Amarmo-nos uma à outra. E mesmo que não esteja a correr da melhor maneira e me sinta frustrada, ela arranja sempre uma maneira de improvisar e de remediar aquele momento para que se torne único. E depois de tudo, no meio de lágrimas de alegria ou de tristeza, ela relembra me dos grandes feitos que já atingimos, e se conseguimos chegar até ali, conseguiremos chegar ainda mais longe, e não é um pequeno engano que nos vai fazer parar. Ela é quem eu mais amo. E sei que nunca me irá abandonar. Pois, mesmo no último segundo da minha vida, ela vai-me abraçar e juntas iremos para um novo mundo.

0 visualização
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now