TESTEMUNHOS

José Vieira

(o meu pai)

''Toda a nossa vida vivemos segundo padrões que nos são impostos. Os chamados padrões da normalidade. Normalidade é, no fundo, um (pre)conceito imposto pela sociedade, que pretende impôr democraticamente um certo padrão / estilo de vida. Todo aquele que se situe fora deste padrão ou estilo, é marginalizado.
Na atualidade somos "cegos num mundo de cegos" (Saramago). Vemos com os padrões que a nossa própria mentalidade impõe. Ou seja. Não conseguimos ver verdadeiramente nada à frente do nariz, porque apenas vemos o próprio nariz.

Viver com alguém com "autismo" é ver esta realidade no dia a dia. Para o bem e para o mal, somos despertos para uma outra realidade. O autismo manifesta-se essêncialmente nos comportamentos da pessoa. E, na grande parte das vezes, estes comportamentos estão fora daquilo que se considera "normal". E isto leva à exclusão. Mas básicamente, aquilo que percebemos é que, no fundo, os excluidos somos nós, pois vivemos tão centrados nos nossos mesquinhos mundinhoos que nem nos apercebemos que a vida é mudança, e que as normas são anti-mudança. São anti-generativas. Criamos normas para gerir as nossas vidas, para vivermos em sociedade, mas acabamos simplesmente por criar grandes muros.

Em vez de muros, criemos portas e abramos os muros à inteligência.''

                                                                                                                                         José Vieira

  • Facebook ícone social
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now